Textos

Gabriel dos Anjos


Para ela, claro

É difícil falar do amor quando está tudo bem, quando ele está em paz dentro de você. É difícil escrever sobre o amor, quando não existem tempestades no coração. Talvez porque, viver esse amor, seja a mais linda forma de fazer com que ele seja lembrado.
É difícil passar por brigas, mas passar por elas e superá-las, isso é amor. É difícil, na hora da raiva, ficar numa linha tênue. Mas superar e passar das tempestades e depois ver o sol, isso é amor.
É gostoso dizer “eu te amo”, como também maravilhoso escutar. A saudade bate certas horas, aperta o peito, quase chega a sufocar. É preciso superar.
Meu amor, te perco de vista toda semana, mas vejo teu sonho se realizar.
Quando a gente entende que alguns sacrifícios são para o bem do outro e são necessários, a gente consegue passar por cima deles. Mesmo não sendo fácil, mas somos maduros para conseguir. Com o tempo a gente percebe que o amor, simplesmente te amadurece.
Então, mesmo contando as horas pra te ver, os teus olhos puxadinhos não saem da minha lembrança.
Mesmo que doa, mesmo que alguém chore, mesmo que a saudade fique martelando o coração, eu não perco a vontade de apertar suas bochechas.
E quando você estiver aqui, e eu voltar do trabalho cansado e o desejo for dormir. Pode ter certeza, que ter o seu abraço, vai ser um desejo ainda maior que o sono.
Mesmo que o tempo passe, que a insegurança bata na porta, o meu amor é teu.
Mesmo que por algum motivo, a gente brigue, o meu amor é teu.
E quando a saudade fisgar no peito, lembre-se, o meu amor é teu.
E no final da semana, quando você estiver de volta nos meus braços, vamos ser o que construimos. Vamos ser amor. Vamos nos apaixonar mais e mais. Vamos dar as mãos. Porque é assim que eu vejo o amor e é assim que eu te amo. E juntos vamos para a cozinha, você fazendo o macarrão e eu o brigadeiro. Tenha certeza, o meu amor está nesse momento.
Quando você for dormir, abraçada no urso, o meu amor estará presente.
O meu amor está, quando você me olha com olhos bobos, quando fala palavras doces.
O meu amor está presente, quando chega o domingo e te vejo ir embora e meu peito aperta, e a saudade bate.
Percebi que o amor nos move, nos comove, nos envolve. Que o amor é proteção, é ternura, que acalma o coração. Que ele nos aquece nas noites frias. Isso é amor, não tem definição, é sentimento puro.
Por esse amor, que corre nas veias, eu te digo: Obrigado pelos sorrisos, pelos carinhos. Obrigado por dedicar o seu amor. Obrigado por ter parado teu tempo para ter construído esse blog.
Mesmo eu achando completamente difícil escrever sobre o nosso amor, eu sempre vou tentar te dar palavras do que acontece de bom dentro de mim.

Obrigado, Eu te amo.

Outros Textos