Gabriel dos Anjos

Nossa História

Sem Sentido Na Emoção, nasceu de forma completamente amadora. Somente com intuito de satisfazer a vontade dos amigos que tanto pediam para que eu criasse um lugar para mostrar meus escritos. Feito, dia 27 de outubro de 2014, foi ao ar o primeiro post na página do Facebook.

Acho que, como todo artista, tive medo. Mas também, como todo artista, tive vontade de fazer e acontecer. Criei a página, publiquei o primeiro escrito e falei: Provavelmente não vai sair disso. Mas lá no fundo, eu pensava: Isso vai ser um sucesso.

Os dias foram passando, os likes aumentando, os textos se aprimorando e eu fui ficando engrandecido com o meu trabalho. Cada comentário nos posts, aparecia um sorriso no meu rosto (acho que isso nunca vai mudar). Eu fui sonhando com coisas maiores, fui recebendo mensagens para fazer coisas maiores. Os primeiros 10.000 seguidores, apareceram e então eu decidi que se a página conseguisse alcançar 20.000 pessoas, eu iria transformar o sonho em realidade.

Pois bem, 20.000 curtidas. Tá na hora. Juntei os textos preferidos dos leitores, escrevi outros inéditos, revirei o baú e escolhi alguns antigos e por fim, criei o livro Sem Sentido Na Emoção. Que orgulho, que sonho. A primeira edição contou com uma capa linda, desenhada por uma grande amiga, Juliana Yañez. A orelha foi escrita também por uma outra amiga e professora, Aracelli Moreira e por fim, a contra-capa foi outra realização de sonho. Martha Medeiros, simplesmente a minha escritora favorita, aceitou o convite para escrevê-la.

O sucesso, sempre me perguntaram isso. E eu sempre respondia que estava longe. Até que um dia, depois de ler um e-mail, me caiu a ficha do que é sucesso. Ele pode ter dois caminhos: o dinheiro, a fama, o troféu. Ou, você simplesmente receber um e-mail de uma menina, dizendo que depois de ler meus escritos desistiu de cometer uma tragédia. Sim, isso pra mim é o melhor e mais bonito sucesso. Quando a gente toca no coração das pessoas, com a nossa essência, com a nossa arte, foi tudo um sucesso.

Depois de um pouco mais de 2 anos, outro sonho apareceu. Outra vontade de mudar. De expandir, de chamar outras pessoas que amam o que fazem e querem aprender mais e mais. Sem Sentido Na Emoção, virou um time, uma equipe, uma família. E, essa novidade, eu não vou precisar escrever para contar. Vocês já estão nela. Obrigado por isso!

Sejam muito bem-vindos, ao blog da Sem Sentido Na Emoção.