Nicole Verissimo


Amanhecer nublado

Não sendo, eu fico.
Não estando, eu sou.
Essas incertezas tão sutis,
Tão redutíveis ao não-ser.
Tão próximas do nada.
Tão perto do não existir...
Essa coisa de estar em qualquer lugar e não ter meu próprio canto.
Esse sentimento de ser sem ser que me embala o sono todas as noites.
O mundo que parece seguir enquanto eu me vejo estática
A tática do viver que eu ainda não aprendi.
A pressão dos planetas com relação ao nada e ao tudo.
As certezas tão incertas quanto um amanhecer nublado.

Outros Textos